Morre o escritor Günter Grass

0

O escritor alemão Günter Grass, Prêmio Nobel de Literatura em 1999 e autor de obras como O tambor (1959) e A ratazana (1986), morreu nesta segunda-feira, 13 de abril, aos 87 anos, anunciou sua editora no Twitter. “O Prêmio Nobel de Literatura Günter Grass faleceu esta manhã aos 87 anos de idade em uma clínica de Lübeck, norte da Alemanha”, informou a editoral Steidl. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Importante porta-voz da literatura alemã contemporânea, seu romance de estreia O tambor ainda é uma de suas obras mais conhecidas. O livro, resposta à culpa alemã no pós-guerra, trata da história de Oscar Matzerath, interno de um hospício que, aos 3 anos ganha um tambor e se recusa a crescer fisicamente por não querer entrar no mundo adulto. De fato, ele vive muito tempo tendo o corpo de um menino dessa idade. Oscar está sempre fora de passo com as marchas das hordas nazistas, tocando obstinadamente seu tambor, soltando seu grito pungente e zombando do absurdo dos acontecimentos que se desenrolam ao redor.

Homem de sólidas credenciais socialistas e crítico feroz do tratamento dado pela Alemanha ao passado nazista, em 2006 causou comoção ao anunciar que fez parte da Juventude Hitlerista e, aos 17 anos, foi convocado para atuar junto à SS, organização paramilitar ligada justamente ao partido nazista. Todo seu envolvimento está narrado na autobiografia Nas peles da cebola, que demonstra que Grass é um forte crítico do jovem Grass.

Em janeiro de 2014, Grass anunciou que deixaria de escrever romances devido à sua idade avançada. “Meu estado de saúde não me permite conceber projetos de cinco ou seis anos e esta seria a condição para o trabalho de pesquisa para um romance”, disse, na ocasião.

 

Fonte: G1 e 501 grandes escritores

 

Na BVL você encontra os seguintes livros:

Compartilhe

Deixe um Comentário

cinco × 1 =