Morre a escritora Harper Lee

0

A escritora americana Harper Lee morreu aos 89 anos. Ela ficou famosa por escrever o clássico O sol é para todos, em 1960. A obra ganhou o Prêmio Pulitzer e é considerada uma obra-prima do século XX por seu retrato da injustiça racial na era da depressão no sul dos Estados Unidos.

A notícia da morte foi divulgada nesta sexta-feira, 19 de fevereiro, inicialmente pelo AL.com, site de notícias locais do Alabama, nos EUA, e depois confirmada pela agência Reuters. O site e a agência confirmaram a morte por meio de fontes na cidade em que escritora nasceu e vivia, Monroeville. O motivo não foi divulgado.

Harper Lee morava em uma casa de repouso em sua cidade natal no Alabama e sofria de deficiências visuais e auditivas.

Depois do primeiro livro, ela se retirou da vida pública e ficou até 2015 sem lançar um novo romance. No ano passado, foi lançado Vá, coloque um vigia, que continua a história do livro de estreia. Seu manuscrito foi descoberto nos arquivos da escritora em 2014.

Sucesso absoluto
O sol é para todos vendeu aproximadamente 30 milhões de cópias. No ano passado, Vá, coloque um vigia teve a maior pré-venda dos EUA desde Harry Potter, com 1,6 milhões de exemplares vendidos em papel.

Vá, coloque um vigia, editada pela Harper Collins, põe em cena, 20 anos mais tarde, os mesmos personagens de seu primeiro livro.

Também no ano passado, um amigo de Harper Lee disse que ela teria um terceiro romance ainda não lançado. O livro, não divulgado, contaria uma história de crime chamada The reverend, baseada em um caso verídico envolvendo um pastor que matou três pessoas e foi absolvido de assassinato, revelou Wayne Flynt, professor da Universidade de Auburn, que conhece Harper há mais de 30 anos.

“Eu sei que existe porque Louise [irmã de Harper] me disse”, afirmou em julho do ano passado Flynt, um especialista em cultura sulista, a repórteres na cidade natal da escritora, em Monroeville, Alabama.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe um Comentário

11 + dez =