Flip homenageia Mário de Andrade

3

A 13ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) homenageia o poeta e escritor paulista Mário de Andrade (1893-1945), celebrando os 70 anos de sua morte. O evento ocorre de 1º a 5 de julho deste ano.

Mário de Andrade foi um dos mais notórios autores brasileiros, um dos precursores do modernismo no Brasil e da Semana de Arte Moderna de 1922. Tratou de literatura, música, cultura popular, cultura indígena e identidade nacional.

Segundo o curador da Flip 2015, Paulo Werneck, “Mário é um autor para o Brasil do século 21, com vida e obra a serem redescobertas, rediscutidas, postas em debate.”

A homenagem prevê, entre outras ações, uma conferência de abertura, mesas sobre o autor na programação principal e na FlipMais, além de uma exposição.

Entre as obras de destaque, é possível citar Pauliceia desvairada (1922), A escrava que não é Isaura (1925) e Amar, verbo intransitivo (1927).

Mas foi com Macunaíma (1928), considerada sua maior obra, que Mário rompeu os limites estéticos. O livro trata de um anti-herói, que é índio e preguiçoso, e viaja para São Paulo para conhecer a grande cidade e a modernidade.

Conheça as obras de Mário de Andrade na BSP e BVL:

 

macunaima, livro de mario de andrade

Macunaíma
Por falta de editora, a tiragem do romance foi de apenas 800 exemplares, mas o livro foi festejado pela crítica modernista por sua inovação narrativa e de linguagem.

 

sera o benedito, livro de mario de andrade

Será o Benedito!
Sexto volume da coleção Dedinho de prosa, a crônica Será o Benedito!, é   ilustrada por Odilon Moraes.

 

por que ler mario de andrade, livro de maria augusta fonsec

Por que ler Mário de Andrade
(Autora: Maria Augusta Fonseca)
Fazer um retrato de Mário de Andrade e abordar sua obra é correr um risco e empreender uma ousadia. Esta é a meta deste livro, que realiza uma cuidadosa pesquisa.

 

Compartilhe

3 Comentários

  1. Pingback: Ouça pela primeira vez a voz de Mário de Andrade

Deixe um Comentário

quinze + 3 =