Curso de Direção de Fotografia na BVL

2

Nesta quarta-feira, 14 de setembro, a Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) promoveu o Curso de Audiovisual – Introdução a Direção de Fotografia e Operação de Câmera, que tem o objetivo de apresentar conceitos, linguagem e técnicas de gravação, além de aprender a operar na prática uma câmera digital. A atividade é recomendada para pessoas que desejam começar um canal na Internet e para quem deseja aprender a produzir vídeos para divulgar projetos ou próprio negócio, ou para aqueles que querem começar a trabalhar com audiovisual.

Na segunda aula, foi ensinado um pouco de enquadramento, movimentos de câmera, iluminação, foco, cor e o papel do diretor de fotografia em um filme. Também foi analisado obras como Os bons companheiros, de Martin Scorsese; Gladiador, de Ridley Scott e Cães de aluguel, de Quentin Tarantino. Além destes diretores, falou-se da francesa Alice Guy-Blaché, uma das criadoras da narrativa na sétima arte, e de Wes Anderson, um dos novos nomes do cinema americano.

Quem junta todas essas referências e dá um sentido para o curso é a oficineira Patricia Bernal, ela mesmo dona de um canal no You Tube sobre audiovisual e empreendedorismo chamado Câmera na Mão. Ela conta que o mercado do audiovisual no Brasil teve um boom em função de mudanças na legislação e do advento da internet. “Quero mostrar para os alunos a criar seus próprios negócios, colocar a mão na massa e vender o seu peixe”, disse. Ela comenta que no mercado ainda existe uma carência de mão de obra especializada e de qualidade e que o setor está em franco crescimento.

Patricia se formou em jornalismo e estudou cinema na Irlanda. Trouxe parte da bagagem para o Brasil e agora é consultora para empresas na área de vídeos. Comenta que esse curso na BVL sobre direção de fotografia é introdutório e que a ideia é passar um conteúdo básico para os alunos; ela mesma se diz impressionada com a formação e as perguntas dos frequentadores. “Quero que os alunos entendam mesmo os conteúdos e não tenham que buscar tutoriais na internet para aprender depois. Acho que mais importante do que ‘socar’ conteúdo, é abrir para as perguntas e trocar experiências”, comentou.

Aprender um pouco mais. Essa é a intenção do advogado Claudino Vicente dos Santos, de 45 anos, um dos alunos na BVL. Ele se diz impressionado com a biblioteca e com a qualidade das aulas. Quer produzir vídeos para seu escritório de advocacia com qualidade técnica e sem o risco de ficar amador. “As aulas aqui são ótimas, a biblioteca impressiona pela beleza e tecnologia. Não conhecia esse espaço e não sabia que no Brasil existia algo tão bom”, resumiu.

As aulas acontecem entre os dias 13 a 15 e 20 a 22 de setembro, das 14 às 18 horas. A carga horária é de 24 horas. Patricia explica que a primeira semana é dedicada a parte teórica, enquanto a segunda é totalmente prática. “Somente assim eles conseguem aprender. Caso o contrário, fica muito maçante”, finaliza.

Compartilhe

2 Comentários

Deixe um Comentário

11 − sete =