Clube de Leitura na BVL

0

Em fevereiro, a Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) promoveu o Clube de Leitura sobre o livro Angustia, de Graciliano Ramos. O romance foi publicado em 1936 e pertence ao movimento regionalista e modernista brasileiro em voga no século XX. No dia em que entregou o copião para a editora, o autor foi preso pelo governo de Getúlio Vargas acusado de comunismo.

A obra apresenta um narrador em primeira pessoa, Luís da Silva, funcionário público de 35 anos, solitário, desgostoso da vida e que acaba se envolvendo com sua vizinha, Marina. Com traços existencialistas, Luís mistura fatos do passado e do presente, narra num ritmo frenético como um grande monólogo interior. Em certa medida, o livro lembra Crime e castigo, de Fiódor Dostoiévski. Outra influência marcante é a dos naturalistas brasileiros, especialmente à Aluízio Azevedo, o determinismo e a animalização do homem.

Os participantes do clube acharam o protagonista um sujeito irritante, mesquinho, antipático. Mas gostaram do livro e da estrutura. Acreditam que as lacunas do texto são justamente para passar a impressão de angústia, sentimento que dá título ao livro.

Se você quer saber mais sobre a obra, veja esse vídeo da Univesp TV, em que a neta do autor, Elizabeth Ramos, faz uma crítica e resenha.

Em março, o Clube de Leitura vai discutir o livro Quarenta dias, de Maria Valéria Rezende. A atividade está agendada para sexta-feira, 24, às 15 horas.

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário

2 × 3 =