Booktubers realizam encontro na BVL

0

Adolescentes e jovens de São Paulo e outras localidades lotaram o deck e o auditório da Biblioteca Parque Villa-Lobos na tarde do último sábado 9. Quem passasse por ali e visse a fila que se formou na entrada da BVL poderia imaginar que se tratava de uma sessão de autógrafos com alguma celebridade. Alguns dos presentes de fato eram bastante conhecidos, mas no Youtube. São os booktubers, uma moçada que usa a plataforma de vídeo para resenhar livros.

Eles se reuniram para o 4º Encontro de Booktubers Para Inscritos. Por meio do evento, os seguidores dos canais dedicados a livros no Youtube puderam conhecer seus ídolos e vice-versa. “É uma forma também de ficar por dentro de outros canais, já que o público de um pode não ser o do outro”, explica o booktuber Alison Iared, 20 anos, do canal Índice X, um dos organizadores da iniciativa e que tem média mensal de 40 mil visualizações.

Participaram do encontro quase 400 jovens que se divertiram em atividades no auditório como dublagem de canções pop, ou lipsync, adivinhação de capa de livros, dramatização sem falar no sorteio de quase cem kits com obras diversas, que foram fornecidos como apoio por editoras como a DarkSide, que tem o catálogo voltado para o terror e a fantasia. “A parceria é fundamental. Se não fosse esse público, a gente não existiria”, diz o livreiro Luiz “Jesus” Machanoscki, da Darkside.

Na sessão realizada no deck da BVL, os inscritos puderam falar de seus livros favoritos e fazer perguntas para os booktubers, saber mais sobre como é começar um canal no Youtube, a insegurança em relação à voz e à imagem e por aí vai. “No primeiro encontro, a gente percebeu o impacto que temos nas pessoas e a responsabilidade de produzir o conteúdo”, revela o booktuber Luan Felipe, 22 anos, que foi convidado pelo Grupo Autêntica para cuidar de seu canal no Youtube.

José Daniel Santos Neto, 15 anos, foi pela primeira vez ao encontro e curtiu muito. Fã de histórias sobre serial killers, ele segue vários booktubers. “Eu penso em ter um canal falando de literatura e música indie”, disse o morador de Pirituba. Todos os participantes foram convidados a conhecer as bibliotecas Parque Villa-Lobos e de São Paulo além de fazerem a carteirinha de sócio. Elas têm material de sobra para qualquer um que queira se aventurar um dia como booktuber.

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário

19 − 6 =