A coragem do primeiro pássaro (André Dahmer)

0

Em A coragem do primeiro pássaro, André Dahmer estende as possibilidades do verso livre ao contrapor imagens melancólicas, de solitude e contemplação, a reminiscências de monumentos criados a partir de afetos, de artesanatos do cotidiano. O livro recupera o primeiro voo, a primeira decisão, a memória que se descola do ninho. Você precisa ocupar a cabeça, você precisa estudar como a luz pode vencer a escuridão do seu quarto. De cada quarto, de cada escuridão.

Compartilhe

Deixe um Comentário

5 + 5 =